Ríser flexível de plataforma arrendada pela Petrobras se rompe no Pré-sal

Um Ríser flexível de plataforma arrendada pela Petrobras, FPSO Cidade de Angra dos Reis, se rompeu no último dia 21 de janeiro. O ríser era responsável pela injeção de gás, que estava conectado ao FPSO. A informação foi confirmada pela estatal e o Ibama. 

O mesmo incidente ocorreu em 2017, onde um duto ligado ao Angra dos Reis também obteve problemas. Ainda, em 2017, um dos equipamentos fabricados pela TechnipFMC apresentou falha, após o mesmo ter se passado em outro campo do pré-sal, Sapinhoá.

A Petrobras e a TechnipFMC investigaram o caso e apontam que os problemas foram ocasionados por corrosão pelo contato com CO2.

Apesar de negarem a ocorrência de danos ao meio ambiente, sabemos que os riscos da exploração de combustíveis fósseis são sempre elevados e minimizados pelas empresas e órgãos de fiscalização. É preciso parar a exploração de combustíveis fósseis já!

Fonte: https://clickpetroleoegas.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: