Indústria petrolífera global está à beira do colapso

Um relatório de pesquisa governamental produzido pela Finlândia adverte que a economia cada vez mais insustentável da indústria petrolífera pode fazer descarrilar o sistema financeiro global nos próximos anos.

O novo relatório foi publicado pela Pesquisa Geológica da Finlândia (GTK), que opera sob a tutela do Ministério de Assuntos Econômicos do governo. GTK é actualmente o principal coordenador da Comissão Europeia do projeto ProMine da UE.

O relatório foi produzido como um exercício de pesquisa interna para o governo finlandês, que até 2019 exerceu a Presidência do Conselho da União Europeia.

Apesar de oferecer uma crítica mordaz à teoria convencional do pico do petróleo, o relatório chega à chocante conclusão de que a viabilidade econômica de todo o mercado mundial de petróleo pode vir a ser posta em xeque nos próximos anos.

Umha bolha pronta a rebentar

O relatório adverte que o crescimento da produção global pode estagnar em breve, devido à duvidosa viabilidade econômica da indústria do xisto dos EUA. Enquanto a Arábia Saudita já não será capaz de aumentar muito a produção, o setor do petróleo de xisto dos EUA pode estar à beira do colapso devido às enormes dívidas não pagáveis, declínio das taxas de produção e má qualidade dos poços.

Enquanto a produção média de poços de petróleo de xisto dos EUA aumentou entre 2010 e 2018 em 28%, no mesmo período a injeção de água, o uso de produtos químicos e agentes de apoio cresceu em 118%. O qual, segundo o relatório, indica o aumento vertiginoso nos custos de extração.

O relatório adverte que a maioria das empresas petrolíferas de xisto têm um fluxo de caixa negativo devido a dívidas crescentes e impagáveis. Como resultado, os investidores estão perdendo rapidamente a confiança no setor, que agora está ficando sem dinheiro para sustentar a continuidade das operações num entorno de rentabilidade decrescente.

Leia a publicação original e completa aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: